Zeca Afonso : No vale de Fuenteovejuna

Música: Zeca Afonso
Letra: Lope de Vega; (versão de) Natália Correia
In: "Contos velhos rumos novos",
J.João
(letra incompleta: não consegui entender uma parte do refrão)

No vale de Fuenteovejuna
cabelos aos vento estava
seguida pelo cavaleiro
o da cruz de Calatrava
entre a ramada se esconde
de vergonhosa e turbada

-Para que te escondes
moça formosa
desejos ???
paredes removem

Acercou-se o cavaleiro
e ela confusa e turbada
gelosias quis fazer
das ramas emaranhadas

mas como tem amores
as montanhas e os mares
atravessa facilmente
disse-lhe estas palavras

-Para que te escondes
moça formosa
desejos ???
paredes removem

No vale de Fuenteovejuna
cabelos aos vento estava
seguida pelo cavaleiro
o da cruz de Calatrava
entre a ramada se esconde
de vergonhosa e turbada

-Para que te escondes
moça formosa
desejos ???
paredes removem