Apelo (Meu amor não vás embora)

Música: Baden Powell
Letra: Vinicius de Moraes
Intérprete: Vinicius de Moraes, Maria Bethânia

In: ;
Em B7
Ah meu amor não vás embora
E7 Am
Vê a lua como chora
E7
Vê que triste esta canção

Am Em
Não eu te peço não te ausentes
F#7
Pois a dor que agora sentes
B
Só se esquece no perdão

Em B7
Ah minha amada me perdoa
E7 Am
Pois embora ainda te doa
E7
A tristeza que causei

Am Em
Eu te suplico não destruas
C B7
Tantas coisas que são tuas
Em B7
Por um mal que já paguei

Ah meu amado se soubesse
A tristeza que há nas preces
Que a chorar te faço eu

Se tu soubesses num momento
Todo o arrependimento
Como tudo entristeceu

Se tu soubesses como é triste
Eu saber que tu partiste
Sem sequer dizer adeus

Ah meu amor tu voltarias
E de novo cairias
A chorar nos braços meus

[ De repente do riso fez-se o pranto
Silencioso e branco como a bruma
E das bocas unidas fez-se a espuma
E das mãos espalmadas fez-se o espanto

De repente da calma fez-se o vento
Que dos olhos desfez a última chama
E da paixão fez-se o pressentimento
E do momento imóvel fez-se o drama

De repente, não mais que de repente
Fez-se de triste o que se fez amante
E de sozinho o que se fez contente

Fez-se do amigo próximo o distante
Fez-se da vida uma aventura errante
De repente, não mais que de repente. ]

Ai meu amor tu voltarias
E de novo cairias
A chorar nos braços meus

jj, Fernando Faria (English transation (Isabel Ruivo))


chord E7 chord B chord C chord F#7 chord Am chord Em chord B7