Jura

Música: Rui Veloso
Letra: Carlos Tê
Intérprete: Rui Veloso

In: "Avenidas", 1998;
Dmaj7 D7sus Gmaj7 G-7 Dmaj7 D7sus Gmaj7 G-7

Dmaj7 D7sus
Jura que não vais ter uma aventura
Gmaj7 G-7
Dessas que acontecem numa al tura
Dmaj7
E depois se desvane cem
D7sus
Sem lem brança boa ou má
Gmaj7 G-7
E por isso mesmo se es quecem

Dmaj7 D7sus
Jura que se ti veres uma aventura
Gmaj7 G-7
Vais contar uma men tira
E-9 A13
Com cuidado e com ter nura
E-9 A13
Vais fazer uma pin tura
D9 B7
Com uma tinta qual quer
E-9 Bb7
Que o ci úme é queimadura
A13 Dmaj7 D7sus Gmaj7 G-7
Que faz o coração so frer

Dmaj7 D7sus
Jura que não vais ter uma aventura
Gmaj7 G-7
Porque eu hei-de estar sempre à altura
Dmaj7 D7sus
De saber
Gmaj7
Que a solidão é dura
G-7
E o a mor é uma fervura
E-9 A13
Que a saudade não se gura
E-9 A13
E a razão não se rena
D9 B7 E-9 Bb7
Mas jura que se tiver de ser
A13 Dmaj7 D7sus Gmaj7 G-7
Ao menos que valha a pena

Dmaj7 D7sus Gmaj7 G-7 A13 Dmaj7

Mário Ricardo Henriques; Pedro Cravo (viola)


chord Gmaj7 chord Dmaj7 chord D9 chord D7sus chord E-9 chord Bb7 chord G-7 chord A13 chord B7

Notas acerca dos acordes de viola

Comentários off-the-record: (alforreca, em americano ;) O que poderá tornar um músico mais completo é a capacidade de transposição para outras tonalidades (p.ex, seguindo o ciclo de quintas) e não a facilidade em tocar as músicas apenas no tom ``original''. Percorrendo a música em todas as tonalidades é mais fácil descobrir quais os pontos a melhorar.

Os acordes ``desenhados'' são os que oferecem transposição mais fácil. Para uma maior facilidade (?) em tocar:

Dmaj7      xx0222
D7sus      xx0213
Gmaj7      3x0002 
G-7        353333
E-9        xx2032
A13        x02022
D9         x5455x
B7         x24242
Bb7        x13131