Restolho

Letra e música: Mafalda Veiga
In: "Pássaros do Sul", 1987;
D G
Geme o restolho, triste e soli tário
Em G D
a embalar a noite escura e fria
B7 Em G
e a perder-se no olhar da venta nia
Em A# D
que canta ao tom do velho campa nário

Geme o restolho, preso de saudade
esquecido, elouquecido, dominado
escondido entre as sombras do montado
sem forças e sem côr e sem vontade

Geme o restolho, a transpirar de chuva
nos campos que a ceifeira mutilou
dormindo em velhos sonhos que sonhou
na alma a mágoa enorme, intensa, aguda

D Em G
Mas é preciso morrer e nascer de novo
D D/C Bm
semear no pó e vol tar a co lher
G Em
há que ser trigo, depois ser res tolho
A A# D
há que pe nar para a prender a vi ver
Em G
e a vida não é exis tir sem mais nada
D D/C Bm
a vida não é dia sim, dia não
G Em
é feita em cada en trega aluci nada
A A# D
pra receber da quilo que au menta o cora ção

Geme o restolho, a transpirar de chuva
nos campos que a ceifeira mutilou
dormindo em velhos sonhos que sonhou
na alma a mágoa enorme, intensa, aguda

Mas é preciso morrer e nascer de novo.....

Victor Almeida; Filipe Silva


chord A chord D chord A# chord G chord D/C chord Bm chord Em chord B7