Madredeus : Destino

Letra e música: Pedro Ayres Magalhães
In: Espírito da Paz
Alfredo Domingues (jeito de jj, Luís Jordão)
Águas paradas, Claro mar
um quase nada, muito melhor
Nesta viagem que comecei
Grave miragem a mim chamei
Se foi meu destino
contar com uma historia tão breve
e longo o caminho
mas a alma quer
Se foi meu destino
Cantar com uma voz que me chora
e longo caminho
Mas a alma adora